segunda-feira, 30 de junho de 2008

Esqueça, ou não.

É tão difícil esquecer. Viver como se nada tivesse acontecido. Podemos fingir, mentir, negar mas no fim do dia 'lembraremos' a verdade. Talvez seja melhor lembrarmos. O problema é quando a verdade é aquela que você se recusa a aceitar e ela mais parece um fantasma brincando com o seu orgulho. Você sorri de alguma piada e vem ela sussurrar no teu ouvido fazendo você rapidamente voltar a realidade. Ela é maldosa, silenciosa, uma verdadeira tortura em forma de palavras, ações, lugares, flashbacks. Ela não te abandona.

Um comentário:

bigM disse...

taaaao deprimida... ou talvez eu nao esteja no meu fundo mais poético pra entender isto. Mas parece q eu estou lendo Clarice Lispector - que era looouca, entao... concluísse que... tadaan!